Vacinas disponíveis no Weinmann!

A vacinação é a principal estratégia na prevenção de certas doenças infecciosas.

Conheça o serviço de vacinas do Weinmann


Como as vacinas agem?  
Para entender como as vacinas funcionam, é importante entender como o corpo combate uma doença. Quando germes, como bactérias ou vírus, invadem o corpo, eles atacam o nosso organismo e se multiplicam. Essa invasão, chamada de infecção, é o que causa a doença. O sistema imunológico, através das células imunológicas (ex: linfócitos B e linfócitos T), combate essas infecções.
As vacinas contêm os germes que causam a doença, que fazem parte da composição de cada vacina de uma forma inativada ou enfraquecida. Deste modo, as vacinas ajudam a desenvolver a imunidade imitando uma infecção e, como consequência, o nosso sistema imunológico produz anticorpos e também memória imunológica celular. Assim, quando nosso organismo entra em contato com os mesmos germes presentes na composição de uma vacina que recebemos, os anticorpos induzidos pela vacinação vão combater esses agentes infecciosos, com o objetivo de destruí-los e ficarmos protegidos contra determinada doença.

Onde você pode se vacinar no Weinmann?


• Unidade Menino Deus - Rua José de Alencar, 573
Atendimento de segunda a sábado portfólio completo de vacinas. Não é necessário agendar.

• Unidade Nilo Peçanha - Av. Dr. Nilo Peçanha, 2.655
Atendimento de segunda a domingo nessa unidade temos aplicação apenas da vacina Influenza/ Gripe. Não é necessário agendar.

• Unidade Farrapos - Av. Farrapos, 2.750
Atendimento de segunda a sábado nessa unidade temos aplicação apenas da vacina Influenza/ Gripe. Não é necessário agendar.


• Coleta Domiciliar
Vacine-se no conforto e segurança da sua casa ou onde preferir. Portfólio completo de vacinas. É necessário agendar.


Aproveite nossas condições de pagamento em até 10 vezes.

 

Quais vacinas você encontra no Weinmann?


PARA AGENDAMENTO VIA COLETA DOMICILIAR:

TELEFONE 4004-3080

Para dúvidas ou mais informações:

 Fale conosco pelo WhatsApp 

 Vamos até você sem cobrar nada por isso.


Confira algumas dúvidas sobre vacinas:


É possível erradicar uma doença por meio de vacinas?

Sim. Uma boa parte das doenças transmissíveis ocorre somente em humanos, sendo possível sua erradicação com a vacinação. A poliomielite e o sarampo são exemplos de doenças já controladas em várias regiões do mundo e em vias de erradicação. Para isso, é necessário um esforço conjunto de vários países para que mais pessoas sejam vacinadas.

Existe alguma contraindicação para o uso de vacinas?

Algumas vacinas produzidas com microrganismos vivos, embora passem por processos que reduzem a capacidade de produzir doença, podem ser contraindicadas nos indivíduos que apresentem imunodeficiências. Outras vacinas não devem ser utilizadas em gestantes ou crianças muito pequenas, por não terem seus efeitos inteiramente conhecidos nessas populações. O médico deve sempre ser consultado para avaliar se as pessoas estão aptas ou não a receber qualquer tipo de vacina.

Existem vacinas para adultos ou somente para crianças?

Existem vacinas apropriadas para cada idade, embora a maioria delas seja direcionada para as crianças, o grupo mais vulnerável à maior parte das doenças. O calendário de vacinas dos adultos baseia-se na necessidade de reforços regulares, como a vacina contra difteria, tétano e coqueluche.

Também existem vacinas indicadas para o grupo maior de 60 anos, como a da gripe, as pneumocócicas, a de Zoster, entre outras que o médico julgar necessárias.

Existe algum risco de se aplicar várias vacinas ao mesmo tempo?

Não há risco, podendo ser aplicadas no mesmo dia ou em dias posteriores, sem necessidade de intervalos, a exceção das vacinas de vírus vivo (febre amarela, varicela, tríplice viral), que precisam ser feitas no mesmo dia ou com intervalo mínimo de quatro semanas (um mês).

Quais são os efeitos colaterais das vacinas?

As vacinas são ferramentas muito seguras na prática médica e seus efeitos colaterais já são bem conhecidos. Em geral, as reações mais comuns são dor, vermelhidão e inchaço no local da aplicação. Como qualquer medicação, as vacinas também podem causar reações generalizadas como febre, dores no corpo e mal-estar, que geralmente são leves e transitórias. Os efeitos colaterais têm sido reduzidos com o surgimento de vacinas cada vez mais modernas e com componentes mais purificados, tornando os riscos de efeitos adversos praticamente desprezíveis quando comparados à potencial gravidade das doenças que elas previnem. Nos casos de febre ou dor, seguir sempre a orientação do clínico ou pediatra.


Saúde inspira prevenção.